Sexta Feira, 22 Novembro 2019

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Terrorismo Israelense

38 feridos pela opressão dos manifestantes da Marcha de Retorno a leste da Faixa de Gaza

Vários cidadãos ficaram feridos na sexta-feira durante a repressão das forças de ocupação israelenses pelas marchas de retorno em sua 82º reunião no leste da Faixa de Gaza.

O Ministério da Saúde palestino disse que a equipe médica lidou com 38 feridos, 16 deles com balas vivas, para suprimir os manifestantes de ocupação no leste da Faixa de Gaza.

Milhares de palestinos começaram a chegar aos campos de refugiados de Al-Awda na fronteira leste da Faixa de Gaza na sexta-feira à tarde.

Em uma declaração, o Supremo Comitê Nacional para as Marchas de Retorno e Violação do Cerco pediu às massas palestinas que participem da 82ª sexta-feira sob o título "Continuando" dentro dos campos de retorno a leste das cinco províncias da Faixa de Gaza.

Milhares de cidadãos continuam participando das marchas de volta toda sexta-feira, exigindo o direito de retornar às casas ocupadas.

Desde 30 de março de 2018, os palestinos participam de marchas pacíficas perto da cerca que separa a Faixa de Gaza e os territórios palestinos ocupados em 1948 para exigir o retorno de refugiados às suas cidades e vilas das quais foram deslocados em 1948 e para romper o cerco a Gaza.

O exército oprime fortemente essas marchas pacíficas; atiram e disparam gás lacrimogêneo contra os manifestantes maciçamente, o que levou à morte de dezenas de cidadãos e feriu milhares.

Desde o início da marcha, 328 cidadãos foram martirizados, 15 deles mártires cujos corpos foram detidos pela ocupação e feriram 31 mil outros, na repressão de manifestantes e outros ataques na Faixa de Gaza.

 

Fonte: The Palestinian Information Center

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2019 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.