Segunda Feira, 03 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Antes do próximo confronto em Gaza

Talvez seja dado como certo que a entidade sionista não queira que ela permaneça no padrão do relacionamento com Gaza sob a forma de rodadas de escalada limitadas a cada poucos meses. E outro, que acumula suas capacidades e experiências e testa a extensão de seus objetivos, e permanece alerta, em vez de descansar.

Este assunto não é discernido das ameaças crescentes dos líderes da ocupação a Gaza, nem da crescente conversa em informá-lo da necessidade de pôr um fim à ameaça feita pela frente de Gaza, mas porque a entidade da ocupação luta para fechar os olhos para uma força que cresce do seu lado ameaçando sua existência, e acredita que antes disso o seu conflito com o ocupante é existencial e radical e, embora os líderes da ocupação percebam o custo da operação com os objetivos críticos, eles acabarão preferindo-o à opção de cirurgias locais.

Talvez a prioridade de qualquer governo que seja formado após as eleições sionistas - se um governo conseguir ver a luz - será estabelecer um plano para uma ampla operação em Gaza, especialmente porque o desarmamento da resistência em Gaza está incluído nas disposições do plano Trump, ou o que é conhecido como acordo do século, e isso significa que as políticas sionistas depois das próximas eleições não serão as mesmas que foram durante a recente instabilidade política, mas serão resolvidas em muitas questões, e serão mais ferozes e extremistas, independentemente da natureza do campo a partir do qual o próximo governo será formado.

Esses desafios esperados, por sua vez, exigem políticas palestinas diferentes e, se é absurdo continuar esperando orientações positivas da liderança da autoridade, espera-se que a liderança dos movimentos de resistência seja grande, e suas políticas devem ser paralelas ao peso que representa o terreno e sua grande confiança e apreciação nas ruas da Palestina.

Qualquer confronto iminente exige um alto nível de responsabilidade e coordenação entre as forças de resistência efetivas, assim como evita a jurisprudência individual e indiscriminada. , O produto de sua colheita cresce.

Há uma disposição exigida de outras arenas palestinas, especificamente das forças ativas nela, sobre seu papel e percepções do que ela pode oferecer, porque um confronto radical em Gaza significa que toda a questão palestina é soprada pelo vento, e sua liquidação está hipotecando a queda da última firmeza nela.

Finalmente, a resistência em Gaza melhora se conseguir adiar o máximo possível o confronto decisivo, até que alguns dos arquivos da região sejam organizados de uma maneira que inclua os interesses da causa palestina, e o projeto de resistência ali; mas o confronto pode se impor repentinamente e sem esperar o tempo apropriado; e o que é mais importante, pode acontecer enquanto os olhos e as expectativas tendem a concluir a calma, o que exige armamento permanente com prudência, sabedoria, preparação e evita confiar no que a atmosfera enganosa da calma indica.

 

Fonte: Lama Abu Khater, The Palestinian Information Center

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.