Terça Feira, 22 Junho 2021

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Terrorismo Israelense

A sangrenta repressão militar israelense deixou uma criança palestina assassinada e 12 feridos em Beita, na Cisjordânia ocupada

Novamente, os militares israelenses usam balas de guerra reais para dispersar os manifestantes palestinos que protestam contra as apreensões da ocupação israelense e apropriações de suas terras para a construção de assentamentos ilegais em territórios ocupados.

Esta noite, o menino de 16 anos Muhammad Hamayel foi assassinado pelos militares israelenses durante os confrontos entre os habitantes da área de Jabal Sabih em Beita, ao sul de Nablus, com as tropas de ocupação.

O menino foi atingido por uma bala de guerra no peito, onde foi imediatamente transferido para o hospital Rafidia para tratamento, onde morreu minutos após sua chegada ao local.

Outros 12 palestinos foram feridos a balas reais, 3 deles em estado crítico, durante a sangrenta repressão militar israelense aos manifestantes na cidade de Beita, que durante meses ficaram alarmados com os despejos iminentes de fazendeiros de suas terras e os confiscos que Israel realizará para a construção de novos assentamentos na colina de Jabal Sabih em Beita.



Foto: Muhammad Hamayel, de 16 anos, assassinado pelos militares israelenses. Agência fotográfica Maan

 

Fonte: PalestinaLibre.org

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2021 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.