Terça Feira, 29 Setembro 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

A vida dos pacientes de Gaza depende da eletricidade

Com o rosto pálido, ansiedade e tensão, a paciente, Iman, recebe a notícia de um corte de energia no hospital em que está internada para fazer diálise por conta de um machucado ocorrido ainda jovem.

A paciente palestina passa mais de quatro horas consecutivas por três dias repetidos na máquina de diálise no Complexo Médico al-Shifa. Ela passa entre ler o Alcorão e se divertir em seu dispositivo móvel, mas a notícia do apagão vira sua vida de cabeça para baixo e a aflige em um estado de frustração e depressão que muitas vezes afeta sua condição de Saúde.

Com louvor e perdão contínuos, a jovem paciente enfrenta sua doença que a assombra por toda a vida, mas o que mais esconde é o apagão total do aparelho que usa para ajudar seus rins.

Iman acrescentou: "O que mais escondo é o corte de energia, já que é o primeiro elemento da minha vida por causa da diálise."

Ela perguntou: "Onde está o mundo? Onde estão os direitos humanos? Onde estão as instituições internacionais, para nos olhar como pacientes com um olho misericordioso enquanto (a ocupação) manipula o necessário em nossas vidas, eletricidade, água e tudo mais." 

E 820 pacientes na Faixa de Gaza sofrem de insuficiência renal. Eles realizam operações de diálise em hospitais da Faixa de Gaza, e a maioria deles faz diálise no Complexo Médico Shifa em Gaza, o que agrava a extensão da crise.

A maioria dos pacientes permanece até as primeiras horas da madrugada no Hospital Al-Shifa devido ao crescente número de pacientes com falta de máquinas de diálise permanentes.

 

Crise deliberada de ocupação

E evitar a ocupação sionista por mais de duas semanas a entrada do combustível necessário para operar a única usina elétrica da Faixa de Gaza, que fornece cerca de 60% da energia elétrica necessária para o setor, o que afetou a vida dos moradores do setor em geral e dos pacientes em particular.

O Ministério da Saúde de Gaza alertou que a vida de centenas de pacientes está em perigo devido ao corte de energia e à prevenção da entrada de combustível pela passagem de Kerem Shalom.

A crise de eletricidade na Faixa de Gaza é velha, e a ocupação está lidando com ela em um clima de pressão e extorsão contra os palestinos na Faixa, o que põe em risco a vida das pessoas, especialmente pacientes com pacientes crônicos.

"Os cortes de energia para hospitais na Faixa de Gaza terão sérias repercussões nas vidas de crianças prematuras em incubadoras, pacientes de terapia intensiva, insuficiência renal e interrupção de cirurgias e partos cesáreos", disse Ashraf Al Qidra, porta-voz do Ministério da Saúde.

 

Fonte: The Palestinian Information Center

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.