Domingo, 27 Novembro 2022

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Clube dos Prisioneiros Palestinos: Quatro detentos continuam a greve de fome em prisões de ocupação israelense

Quatro detentos palestinos continuam na segunda-feira, 15 de 2022, sua greve de fome aberta em protesto contra sua contínua detenção, incluindo três detentos administrativos, o mais idoso dos quais é Khalil Awawda (40 anos), da cidade de Ithna.

Awawdeh, que está em greve há 156 dias, rejeitando sua detenção administrativa, em meio a condições críticas de saúde que enfrenta no hospital israelense "Asaf Harofeh". Hoje, o tribunal militar de Ofer deve emitir uma decisão sobre um recurso contra a decisão para confirmar sua segunda ordem de detenção administrativa de quatro meses.

 

Os dois irmãos detidos, Ahmed e Adal Hussein Musa, da cidade de Al-Khader, também continuaram sua greve de fome por nove dias a partir da data de sua prisão em 7 de agosto de 2022, recusando sua detenção administrativa. Equivalente a três meses.

 

O Clube dos Prisioneiros esclareceu que o detento Ahmed, de 44 anos de idade, ex-prisioneiro, havia realizado uma greve de fome em 2019 que durou 29 meses e terminou com um acordo para libertá-lo, um paciente que sofria de graves problemas cardíacos e que foi submetido a várias cirurgias. Durante os últimos anos, ele é casado e pai de sete filhos.

 

Adal (34 anos) é um ex-prisioneiro que passou cerca de sete anos nas prisões de ocupação, cinco dos quais continuamente. Ele é casado e pai de dois filhos.

 

Sheikh Yusef El-Baz (64 anos), de Lod nas terras de 1948, continua sua greve de fome, recusando-se a continuar sua detenção arbitrária pelo quinto dia consecutivo, no hospital israelense "Soroka", onde foi transferido na última sexta-feira da prisão "Raymond", devido à deterioração de seu estado de saúde.

 

Sheikh Al-Baz havia escalado sua greve abstendo-se da água, e ele é um paciente cardíaco, e de acordo com seu advogado Khaled Zabarka, que pôde visitá-lo ontem, ele confirmou que está recebendo o medicamento por via intravenosa.

 

É digno de nota que a ocupação israelense e sua inteligência mantiveram a prisão do xeque Al-Baz, apesar de uma decisão judicial anterior para libertá-lo, e em conseqüência, ele iniciou uma greve de fome. Ele é casado e pai de seis filhos. Ele é o imã da Grande Mesquita de Lod.

 

Fonte: https://daysofpalestine.ps/palestinian-prisoners-club-four-detainees-continue-hunger-strike-in-israeli-occupation-pristons/




  • Gravatar - Post by
    postado por: Days of Palestine
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2022 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.