Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Terrorismo Israelense

Em 2020, a ocupação demoliu 4 casas e notificou outras 6 como parte do "castigo coletivo"

Dados de direitos humanos mostraram que a ocupação "israelense" demoliu 4 casas e notificou a demolição de outras 6 no contexto da política de punição coletiva na Cisjordânia ocupada, desde o início deste ano.

A PCHR afirmou em comunicado que a ocupação segue essa política contra as famílias de cidadãos palestinos acusados de realizar atos de resistência contra ela e /ou contra os colonos.

Ele afirmou que o mais recente desses crimes foi registrado na madrugada de segunda-feira, quando as forças de ocupação israelenses demoliram uma casa para a família do cidadão detido, Qassam Abdel Karim Al-Barghouthi, na aldeia de Kober, ao norte de Ramallah.

De acordo com o comunicado, por volta das 14h30, as forças de ocupação israelenses, reforçadas por mais de 25 veículos militares, veículos blindados e um trator militar, invadiram a vila de Kober, norte de Ramallah, e os membros da força saíram de seus veículos militares e se espalharam pelas estradas da vila, e entre as casas residenciais ocuparam os telhados de várias delas e fecharam a entrada que leva à casa da família do detento nas prisões de ocupação, Qassam Abdel Karim Al-Barghouthi, 26, em meio a disparos aleatórios de botijões de gás lacrimogêneo nos bairros da vila.

As forças de ocupação foram previamente notificadas da demolição da casa em 2/11/2020. E as forças de ocupação acusam Barghouti, que está detido desde 26/8/2019, de participar da operação de bombardeio que ocorreu na área "Ain Boubin" perto da vila de Deir Ibzi'a, a oeste de Ramallah, em 23/8/2019, que resultou na morte de um soldado israelense. "O pai e o irmão ficaram feridos.

O comunicado indicava que as forças de ocupação demoliram a casa de dois andares, com 180 m² de área útil, onde moravam seus pais e irmão, e começaram a demolir todo o andar superior, causando rachaduras e rachaduras no porão.

O Centro de Direitos Humanos declarou que as forças de ocupação invadiram a casa da família em 2 de janeiro de 2020, e depois procuraram brutalmente e destruíram seu conteúdo. Na época, os membros da unidade de engenharia fizeram medições da casa e fizeram furos nas paredes internas, em preparação para a demolição. E as forças de ocupação israelenses realizaram o mesmo ataque, em 11/11/2019.

 

Fonte: The Palestinian Information Center

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.