Segunda Feira, 15 Agosto 2022

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

FUNDO NACIONAL JUDAICO: ROUBO EM NOME DA CARIDADE

O Jewish National Fund (JNF) roubou os refugiados palestinos de suas terras em 372 aldeias e posou em todo o mundo como uma instituição de caridade protegida por lei. Sua ação viola o direito internacional.

 

O Jewish National Fund (JNF) roubou os refugiados palestinos de suas terras em 372 aldeias e posou em todo o mundo como uma instituição de caridade protegida por lei. Sua ação viola o direito internacional.

 

Em dezembro de 1948 a ONU aprovou a famosa resolução 194, pedindo o retorno dos refugiados. Ben Gurion queria tornar esse retorno inacessível, “vendendo” terras de refugiados ao JNF – uma organização mundial difícil de rastrear. A terra escolhida para a venda fictícia foi projetada para impedir o retorno dos refugiados de Gaza, Jerusalém, Cisjordânia, Jordânia, Síria e Líbano. (Ver mapa. JNF terra roubada - azul escuro. Aldeias palestinas destruídas - pontos vermelhos).

Um livreto do JNF em 1949 descreveu o truque da seguinte forma:

A propriedade judaica em terras na Palestina é “menos de dois milhões de dunams” de propriedade do JNF e de outros proprietários judeus”. “Quase todo o resto [18.000.000 dunams] pertence legalmente a proprietários árabes [palestinos], muitos dos quais deixaram (sic) o país”.

“Qualquer que seja o destino final dos árabes em questão, é manifesto que seu direito legal à sua terra e propriedade em Israel, ou o valor monetário deles, não será renunciado, nem os judeus desejam ignorá-los.

“O JNF pagará, portanto, pelas terras que se apoderaram, um preço fixo e justo. O governo [de Israel] receberá o dinheiro e no devido tempo pagará uma indenização aos árabes”.

 

Em poucas palavras, dois ladrões roubam uma propriedade sob a mira de uma arma. Eles “vendem” um para o outro. O comprador não está no país, está localizado em diversas cidades estrangeiras. O recebedor do fictício “preço de venda” mantém o dinheiro até uma data desconhecida no futuro. O proprietário não sabe do negócio, nem concorda em vender seu patrimônio.

JNF. o ladrão, planta árvores nas ruínas das aldeias palestinas destruídas e “honra” os líderes ocidentais corruptos que os ajudam nesse crime, colocando os seus nomes nos parques. 

Map of Palestine

Fonte: https://www.facebook.com/100003658990814/posts/2571378406327434/?sfnsn=wiwspmo

 

  • Gravatar - Post by
    postado por: Salman Abu Sitta
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2022 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.