Sexta Feira, 07 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

HAMAS: Palestina confrontará o “acordo do século” dos EUA e Israel

O Movimento de Resistência Islâmica da Palestina (HAMAS) enfatiza que todos os palestinos juntos enfrentarão o chamado acordo do século.

O líder do HAMAS, Ismail Haniya, manteve uma conversa por telefone na quinta-feira com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, com quem falou sobre acontecimentos políticos recentes, particularmente a formação de um novo gabinete de coalizão do regime israelense que busca implementar o chamado acordo do século, patrocinado pelos EUA, especialmente a parte da anexação das terras da Cisjordânia.

Haniya enfatizou que o povo palestino unirá todos os seus esforços para confrontar esses planos, trabalhará para frustrá-los e não aceitará nenhum projeto ou plano estadunidense ou israelense que comprometa seus direitos inalienáveis.

Na mesma quinta-feira, Haniya falou sobre o assunto em um telefonema com o emir do Qatar, Shaykh Tamim bin Hamad al Thani, enfatizando que a Palestina não pode, sob nenhuma circunstância, aceitar as etapas do regime de ocupação de Tel Aviv e permiti-los a implementar seus planos.

O líder do HAMAS também agradeceu ao Catar por seu apoio à causa palestina, observando que a ajuda reflete a genuína posição árabe de Doha na Palestina.

Haniya conversou da mesma maneira com o secretário-geral da Liga Árabe (LA), Ahmed Aboul Gheit, com quem discutiu a situação em torno das intenções de Israel de anexar mais partes da Cisjordânia ocupada.

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e seu ex-rival eleitoral Benny Gantz assinaram na segunda-feira um pacto para acabar com o longo bloqueio político em Israel e formar uma aliança, além de concordar em anexar grande parte da Cisjordânia.

Essa anexação faz parte do chamado acordo do século apresentado pelo governo dos EUA, presidido por Donald Trump, que concede aos palestinos autonomia limitada em uma terra descontínua, deixa o premiado Vale do Jordão nas mãos de Israel e esquece os problemas de milhões de refugiados palestinos ansiosos por retornar às suas terras.

 

Fonte: Hispan TV

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.