Terça Feira, 29 Setembro 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Hamas: Nunca haveria aceitação do estado de ocupação na consciência dos povos árabes e muçulmanos

O Movimento Hamas denunciou os governantes dos Emirados Árabes Unidos (EAU) por sua insistência em cometer “o pecado da normalização” e implementar “seu acordo da vergonha” com o estado de ocupação israelense ao receber a primeira viagem oficial de Tel Aviv a Abu Dhabi.

“Esta viagem foi organizada em meio à escalada de crimes sionistas contra a cidade de Jerusalém e a Mesquita de Aqsa, expansão de assentamentos, roubos de terras e planos de anexação e deslocamento, bem como o cerco injusto e escalada militar contínua contra a firme Faixa de Gaza”, O Hamas disse em um comunicado na segunda-feira.

 

O Movimento condenou tal passo dos Emirados Árabes Unidos como "uma facada nas costas do povo palestino", "traição contra sua resistência" e "uma conspiração contra sua luta".

 

Ele enfatizou que a insistência dos governantes dos Emirados Árabes Unidos em cometer o pecado de normalização nunca mudaria a história ou teria sucesso em fazer presença e aceitação do estado de ocupação na consciência dos povos árabes e muçulmanos.

 

O Hamas alertou sobre a manutenção de tal caminho, dizendo que teria graves repercussões na segurança nacional árabe e nos direitos do povo palestino.

 

Fonte: The Palestinian Information Center

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.