Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Hoje é o dia internacional das crianças inocentes vítimas de agressão

Todo 4 de junho é comemorado o Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, proclamado pela ONU em 1982. Na Palestina, sob ocupação militar, as crianças são as principais vítimas dessa agressão e violência que dura mais de 72 anos, selvageria que deve Terminar agora!

Acabar com os ataques as crianças

A triste realidade é que nas guerras e conflitos armados são as crianças, os membros mais vulneráveis ​​da sociedade, que mais sofrem. As crianças são vítimas de recrutamento como soldados, homicídio, violência sexual, sequestro, ataques a escolas e hospitais, bem como a ausência de ajuda humanitária.

Em 19 de agosto de 1982, em sua sessão especial de emergência sobre a questão da Palestina, a Assembléia Geral "ficou horrorizada com o grande número de crianças palestinas e libanesas que foram vítimas inocentes dos atos de agressão de Israel", decidiu comemorar, em 4 de junho de cada ano, o Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão (resolução ES-7/8).

O objetivo do dia é reconhecer a dor sofrida por crianças em todo o mundo vítimas de abuso físico, mental e emocional. Este dia também reafirma o compromisso das Nações Unidas de proteger os direitos da criança.

 

Fundo

Vinte anos atrás, a Assembléia Geral aprovou a Resolução 51/77 sobre os Direitos da Criança, que obteve  um marco nos esforços para melhorar a proteção das crianças em situações de conflito.

Após o relatório inovador de Graça Machel, que chamou a atenção internacional para o impacto devastador das guerras nas crianças, a Resolução marcou o início de um novo consenso entre os Estados Membros sobre a necessidade de dedicar atenção, advocacia e esforços coordenados, pela comunidade internacional, para resolver vulnerabilidades e violações enfrentadas por menores em tais situações.

A resolução baseou-se nos esforços da Assembléia Geral para proteger os direitos da criança, em particular através da Convenção sobre os Direitos da Criança e seu Protocolo Facultativo e das resoluções anuais sobre os Direitos da Criança. Também estabeleceu o mandato de um Representante Especial do Secretário-Geral para esse assunto.

Devemos fazer mais para proteger as 250 milhões de crianças que vivem em países e áreas afetadas por conflitos, incluindo a proteção contra ataques de extremistas violentos. Também é necessário promover o direito internacional humanitário e os direitos humanos e garantir a prestação de contas.

A Agenda de Desenvolvimento Sustentável para 2030 fornece o plano diretor universal para garantir um futuro melhor para as crianças. A nova agenda global de desenvolvimento sustentável, que incluiu pela primeira vez um objetivo específico (16.2) focado em acabar com todas as formas de violência contra crianças; pedindo, acabar com o abuso, a exploração, o tráfico e todas as formas de violência e tortura contra crianças.

 

 Fonte: ONU

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.