Domingo, 21 Abril 2019

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Povo Palestino

Ibraspal saúda declarações de Mourão sobre Palestina

Vice-presidente declarou que Embaixada da Palestina não será fechada

IBRASPAL saúda as declarações do general Mourao nas quais ressaltou que a posição do Brasil sobre a Palestina não deve ser alterada e que as resoluções das Nações Unidas sobre Jerusalém serão respeitadas.

"O Instituto Brasil-Palestina IBRASPAL vem saudar as declarações do Presidente em exercício, General Mourão, sobre a posição histórica do Brasil em relação a situação do conflito Palestina-Israel. Desde os tempos de Abraão até o dia 14 de maio de 1948 só existia naquele território uma nação, a Palestina. Nela viviam judeus, cristãos, muçulmanos, drusos, ateus, etc. Todos eram Palestinos. A Palestina estava sob ocupação do Império Turco-Otomano até 1918. E ficou sob ocupação militar inglesa (Mandato Britânico) até 14 de maio de 1948. Conforme a declaração do Presidente em exercício, divulgada pela mídia nacional, "o Brasil reconhece a Palestina desde 1947. E a posição não mudou!". Está correta a declaração, pois em 29/11/1947 a ONU, sem consultar o povo palestino e desrespeitando a posição dos países árabes vizinhos, decide aprovar o Plano de Partilha da Palestina, Resolução 181, criando dois Estados, Israel e Palestina, e assegurando direitos aos habitantes da região. E o Brasil apoiou está resolução, aprovada numa reunião coordenada pelo diplomata brasileiro Oswaldo Aranha. Mas o Estado de Israel, criado por um golpe militar realizado por diversas organizações terroristas sionistas em 15/11/1948, nunca reconheceu ou permitiu um Estado Palestino livre, soberano, independente. Ao reconhecer a existência e o direito à independência, soberania e autodeterminação da Palestina, o Presidente em exercício, General Mourão, ajuda a reconstruir um ambiente de amizade, solidariedade e cooperação que historicamente sempre existiu entre o povo brasileiro e os povos árabes. O IBRASPAL se coloca à disposição para qualquer encontro ou debate nos meios acadêmicos, civis e militares, com representantes do governo, parlamentares ou membros e organizações da sociedade para esclarecer dúvidas sobre a atual situação da Palestina, bem como sobre as inúmeras violações de direitos humanos praticadas pelos sucessivos governos de Israel contra o povo palestino."

  • Gravatar - Post by
    postado por: Ibraspal
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2019 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.