Quarta Feira, 12 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Israel aprova 300 novas unidades de assentamento na Cisjordânia

A Frente Popular para a Libertação da Palestina (PFLP, em inglês) reiterou ontem (26) que a detenção seus membros e apoiadores por parte de Israel não impedirá sua resistência, relatou a rede de notícias Quds Press.

Em declaração, a organização afirmou que Israel sempre praticou suas “guerras violentas e sistemáticas” contra seus membros e líderes, “mas isso não deu fim à resistência, não nos levou à submissão, tampouco mudou nossos princípios.”

A declaração acrescenta: “A Frente Popular para a Libertação da Palestina prometeu ao povo preservar seus princípios e sua resistência até a conquista dos objetivos palestinos, incluindo o retorno [dos refugiados], a liberdade, a independência e a criação do estado da Palestina em todo o solo nacional com Jerusalém como capital.”

Logo nos primeiros momentos da manhã de ontem, forças da ocupação israelenses lançaram uma campanha de prisões em massa na cidade de Ramallah, na Cisjordânia ocupada, e detiveram 25 palestinos, a maioria membros da Frente Popular para a Libertação da Palestina.

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.