Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Terrorismo Israelense

Israel fecha a mesquita de Ibrahimi e instala câmeras de vigilância em Beit Jala

Ontem, o exército israelense fechou as portas da mesquita de Ibrahimi em Hebron, impedindo a entrada de palestinos sob o pretexto de feriados judaicos, e instalou câmeras de vigilância em Beit Jala.

O exército israelense fechou todos os postos de controle militares e portões eletrônicos que levavam à mesquita de Ibrahimi e impediu que cidadãos e moradores da área cruzassem para chegar à mesquita para oração ou visita.

As forças de ocupação israelense também impediram que civis palestinos chegassem a suas casas nos pátios externos da mesquita. O fechamento continuará até às 22h, sob o pretexto de permitir que os colonos celebrem os feriados judaicos.

O chefe do escritório de relações públicas do Departamento Waqf e do Fundo Islâmico de Hebron, Raed Maswada, disse que as forças de ocupação fecharam a mesquita de Ibrahimi diante dos fiéis muçulmanos e permitiram que os colonos profanassem o local sagrado. Ele acrescentou que os colonos haviam montado tendas nos pátios externos da mesquita.

No contexto do assédio de palestinos na Cisjordânia, as forças de ocupação israelenses instalaram câmeras de vigilância na cidade de Beit Jala, a oeste de Belém.

Segundo os cidadãos, as câmeras de vigilância foram instaladas nas ruas da Sociedade Árabe e Carmesim, perto da entrada oeste de Beit Jala.

Ontem de manhã, veículos militares israelenses destruíram áreas da área de Al-Makhour, na província de Belém, para a construção de um túnel subterrâneo de aproximadamente um quilômetro ligando Jerusalém ao complexo de assentamentos Gush Etzion , como parte da expansão da estrada de desvio nº 60.

O diretor-geral do Comitê de Resistência ao Muro e aos Estabelecimentos de Belém, Hassan Bureijeh, disse a Wafa que a varredura roubaria dezenas de quilômetros das terras dos cidadãos em Beit Jala, à luz do feroz ataque de assentamentos na área; o último foi há três dias, quando um restaurante e uma casa sob a posse do cidadão palestino Ramzi Kaysia foram demolidos.

 

Fonte: Middle East Monitor

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.