Segunda Feira, 22 Outubro 2018

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Israel impede entrada de dois mil palestinos no país por causa de sobrenome

Algumas pessoas foram proibidas de entrar no território por até cem anos

 

Por Lúcia Rodrigues
Ibraspal



Nos últimos dois anos, o governo israelense proibiu a entrada de aproximadamente dois mil palestinos no país. O argumento é o de que eles têm sobrenomes ligados a parentes suspeitos de envolvimento com a resistência.



A decisão de revogar as permissões de entrada impacta diretamente os palestinos que vivem na Cisjordânia. Há pessoas que trabalhavam no território há mais de 20 anos e ficaram desempregadas do dia para a noite.



As proibições de entrada chegam até a 100 anos.



A resposta oficial das autoridades israelenses quando instadas a explicarem o motivo da proibição, é invariavelmente a de que o sobrenome dos atingidos os liga a um suspeito da resistência.



Com informações de Middle East Monitor

  • Gravatar - Post by
    postado por: Lúcia Rodrigues
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2018 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.