Segunda Feira, 22 Outubro 2018

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Israel mata dois palestinos em Gaza e fere em ataque a mesquita Al-Aqsa

Vítimas fatais são um adolescente de 14 anos e um homem de 43; mortes sobem a 144

Por Lúcia Rodrigues
Ibraspal

 

Israel fez mais duas vítimas fatais nesta sexta-feira, 27, ao reprimir novamente as manifestações da Grande Marcha do Retorno, que ocorrem todas as sextas na fronteira da Faixa de Gaza.

 

Ghazi Abu Mustafa, 43 anos, morreu instantaneamente ao ser atingido na cabeça por tiros disparados por soldados israelenses.  Ele morreu nos braços da esposa, que é enfermeira e tentava reanimá-lo.

 

 

A outra vítima, um adolescente de 14 anos que ainda não teve o nome divulgado, também perdeu a vida ao ser baleado na cabeça.

 

 

Com as duas mortes, sobe para 144 o número de palestinos executados por soldados sionistas durante manifestações da Grande Marcha do Retorno.

 

Segundo o Ministério da Saúde da Palestina, 45 pessoas foram feridas por militares nos protestos desta sexta-feira, incluindo três paramédicos.

 

Ainda de acordo com o órgão governamental, os soldados também balearam uma jovem no campo de refugiados Al Bureij, na região central de Gaza.

 

Em Hebron, na Cisjordânia ocupada, militares também dispararam contra a cabeça do ativista Mahmoud Zayed, de 28 anos, com balas de borracha. O jovem, que é portador de Síndrome de Down, havia sido detido por três horas na sexta-feira passada, quando teve o braço quebrado pelos soldados.

 

 

Também nesta sexta, militares sionistas atacaram com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo muçulmanos que oravam na mesquita Al Aqsa, em Jerusalém.

 

Com informações da Quds News

  • Gravatar - Post by
    postado por: Lúcia Rodrigues
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2018 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.