Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Mais de 140 palestinos feridos por forças israelitas na Faixa de Gaza e Cisjordânia

Mais de 100 palestinos foram esta sexta-feira feridos na Faixa de Gaza pelas forças israelitas, que dispararam balas reais e de borracha contra os milhares de manifestantes que participavam na 67.a sexta-feira consecutiva da Grande Marcha do Retorno, informou o Ministério da Saúde do território

Cinquenta dos feridos foram atingidos por balas reais e 52 outros por balas de aço revestidas de borracha. Entre os feridos contam-se quatro paramédicos e dois jornalistas.

Dezenas de manifestantes também sofreram os efeitos da inalação do gás lacrimogéneo disparado pelas forças israelitas.

Segundo a agência palestina WAFA, mais de 300 palestinos foram mortos e cerca de 18 000 foram feridos pelas forças israelitas desde o início da Grande Marcha de Retorno, em 30 de Março de 2018. Os manifestantes exigem o fim do bloqueio israelita à Faixa de Gaza e o direito de retorno dos refugiados palestinos aos lugares de onde foram expulsos na campanha de limpeza étnica levada a cabo pelos sionistas em 1948.

Também esta sexta-feira, pelo menos 40  palestinos foram feridos pela violenta repressão das forças de ocupação israelitas contra uma manifestação pacífica em Kafr Qaddum, perto de Qalqilya, na Cisjordânia ocupada.

As forças repressivas utilizaram balas de metal revestidas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo.

Os moradores de Kafr Qaddum organizam desde Julho de 2011 protestos semanis, às sextas-feiras, contra as políticas de colonização de Israel. Em 2003, a estrada entre Kafr Qaddum e Nablus foi bloqueada pelas forças de ocupação israelita, alongando assim em 14 km o percurso.

Foto: Palestinian Information Center

 

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.