Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

Mais de 200 prisioneiros em prisões israelenses iniciam uma greve de fome

Mais de 200 prisioneiros palestinos na prisão israelense de Rimon anunciaram ontem uma greve de fome indefinida para protestar contra os inibidores de frequência cancerígenos instalados na prisão, informou a Quds Press.

De acordo com um comunicado divulgado pelo Comitê de Prisioneiros e Prisioneiros Liberados da OLP, os grevistas também pedem melhores condições para os detidos na prisão de Al-Damoun.

A declaração indicava que os prisioneiros decidiram iniciar sua greve de fome após as fracassadas negociações entre o Sistema Prisional de Israel (IPS) e os representantes dos prisioneiros palestinos. 

Em resposta à greve de fome, a IPS fechou os departamentos um e quatro na prisão de Rimon.

O Comitê condenou a "política de procrastinação" israelense em relação às promessas feitas para melhorar as condições na prisão, observando que os prisioneiros palestinos nas prisões israelenses estão em péssimas condições.

Na conclusão de sua declaração, o Comitê convocou o apoio à batalha de prisioneiros em greve de fome e expôs os crimes de Israel, que violam os direitos humanos e os tratados internacionais.

 

Fonte: Middle East Monitor

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.