Quarta Feira, 14 Abril 2021

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Ministro das Relações Exteriores Malki: os contatos com o Tribunal Penal Internacional continuarão, apesar dos obstáculos israelenses

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Expatriado Riyad Malki disse hoje que os contatos continuarão com o Procurador do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda, apesar de todos os obstáculos das autoridades de ocupações israelenses.

Ele disse em resposta a Israel revogar seu cartão VIP e interrogar sua delegação, após seu retorno à Palestina ontem através da fronteira com a Jordânia, que seu cartão VIP na verdade expirou há cinco anos e não foi renovado, e que é usado durante viagem a negócios oficiais no exterior representando o Estado da Palestina.

 

Malki disse à rádio oficial Voz da Palestina que as autoridades da ocupação informaram à delegação do Ministério das Relações Exteriores, após interrogá-los na fronteira Jordão-Palestina, que lidar com o TPI, que é uma linha vermelha e ameaçou impor sanções contra eles se procedesse, e coordenassem com ele.

 

O Ministro das Relações Exteriores disse que o encontro com Bensouda enfatizou a necessidade de acelerar a abertura das investigações sobre os crimes de guerra israelense contra o povo palestino, e garantir uma transferência tranquila dos arquivos no período de transição para o novo promotor com medidas efetivas no terreno para continuar com eles em vez de iniciar um novo estudo dos processos pela nova equipe do Tribunal.

 

Bensouda encerrará seu mandato de nove anos no TPI em junho, quando o advogado britânico Karim Khan, eleito o novo promotor, assumirá seu cargo.

 

Malki revelou que o Conselho de Segurança das Nações Unidas vai discutir a situação palestina em sua reunião de quinta-feira, durante a qual a delegação palestina exigirá a implementação da Resolução 2334, que condenou a atividade de assentamento israelense no território palestino ocupado, lembrando que serão realizadas reuniões com embaixadores árabes nos Estados Unidos para pedir-lhes que pressionem as Nações Unidas e o Conselho de Segurança para convocar uma conferência de paz internacional e condenar os crimes da ocupação israelense.



Fonte: Agência de Notícias Wafa

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2021 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.