Sábado, 16 Outubro 2021

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

"Nascemos livres" uma campanha nacional palestina trata de assuntos de prisioneiros em prisões israelenses

Trata-se de uma campanha multi-ferramenta entre eletrônica e de campo, organizada por instituições, órgãos e escritórios especializados em assuntos de presos dentro das prisões de ocupação, na qual todo o povo palestino e apoiadores da causa dos prisioneiros da nação árabe e islâmica e o mundo livre participa com o título "Nascemos livres" e em conjunto com as atividades do Dia do Prisioneiro Palestino, que acontece no dia 17 de abril de cada ano e dura oito dias.

A campanha visa levantar a voz dos presos e de suas famílias à luz da sistemática de alvejar e matar os presos e suas famílias por negligência médica, perseguição, opressão, tortura e imprudência nas medidas preventivas que protegem os presos do coronavírus, o que exacerbou enormemente seu sofrimento e ameaçou suas vidas.

 

A campanha também visa bater severamente às portas de todos os partidos e instituições, especialmente internacionais, que lidam com leis humanitárias e direitos humanos, mas parecem não ligar seus ouvidos sobre o que está acontecendo com os presos palestinos dentro das prisões de ocupação mas fecham os olhos às violações e práticas desumanas cometidas contra eles.

 

O lançamento das principais atividades da campanha será anunciado por meio de entrevista coletiva durante a qual a hashtag # Nascemos livres em árabe #ولدنا-أحرارا  é oficialmente lançado, e as atividades serão revisadas em horário e local agendados.

 

Os primeiros seminários eletrônicos serão lançados em solidariedade aos presos sob o título “Arte e seu impacto na causa dos presos”.

 

Mensagens escritas e projeções de áudio das lideranças dos presos serão publicadas dentro das prisões e traduzidas para vários idiomas.

 

1- Envio de mensagens às presidiárias por meio de projeção de áudio, que será traduzida em diversos idiomas.

 

2- Retransmitir vídeos dos falecidos secretários dos partidos palestinos enfatizando a santidade da questão dos prisioneiros e sua libertação.

 

3- Lançamento de uma onda aberta nos canais de rádio locais na Cisjordânia e Gaza.

 

Também serão transmitidos vídeos que refletem o sofrimento dos presos nas prisões de ocupação desde o confinamento solitário, detenção administrativa, os enfermos, presidiárias, jovens e velhos presidiários.

 

Trabalha para lançar atividades de solidariedade no exterior: Jordânia, Turquia, Líbano e Europa, além da Cisjordânia e Gaza.

 

O trabalho de uma onda internacional de espaço aberto com foco nas questões dos prisioneiros.

 

Transmitindo cenas de repressões brutais e incursões contra prisioneiros dentro das prisões.

 

A alocação de um dia para orar pelos prisioneiros, em coordenação com o Ministério de Dotações "Awqaf" na Cisjordânia e na Faixa de Gaza.

 

Destacando a questão dos prisioneiros mártires cujos corpos estão detidos pela ocupação.

 

Nesta ocasião, não vamos esquecer dos homens que sacrificaram suas vidas e que permanecem generosos para que todos os palestinos vivem honrados em suas terras, os prisioneiros palestinos não estarão ausentes de nossas memórias até que os virmos livres entre nós.

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2021 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.