Quinta Feira, 18 Julho 2024

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Povo Palestino

Ocupação israelense liberará corpo de jovem palestina assassinada

As forças de ocupação israelenses estão programadas para libertar o corpo da jovem morta, Mai Afana, na terça-feira às 17h00 (horário local) no posto de controle da Al-Za'im, perto de Jerusalém ocupada.

Afana foi morta a tiros pelas forças israelenses em 16 de junho de 2021, enquanto dirigia pelo posto de controle militar Hizma, na cidade ocupada.

 

Afana trabalhou como professora na Universidade Al-Istiqlal antes de ser abatida a tiros quando voltava do trabalho.

 

A ocupação israelense continua a violar os direitos dos palestinos mesmo depois de terem sido mortos, pois eles detêm os corpos dos mártires como meio de pressão sobre suas famílias - e sujeitando o povo palestino às medidas de ocupação.

 

Não só a ocupação israelense prende os corpos dos palestinos que foram mortos, mas na maioria dos casos, eles vão demolir suas casas e prender suas famílias, além disso, também estão atacando sua procissão de luto, como aconteceu há alguns dias no funeral da jornalista palestina assassinada Shireen Abu Akleh.

 

As forças de ocupação israelenses ainda mantêm os corpos de 105 mártires palestinos em geladeiras, além de 256 mártires no cemitério Numbers, incluindo 9 crianças, 3 mártires e 8 prisioneiros que passaram vários períodos nas prisões da ocupação, de acordo com o Ministério da Informação.

 

Em um relatório publicado pelo Ministério em abril de 2022, eles confirmaram que o número de corpos dos mártires detidos desde o início deste ano, de acordo com dados da campanha nacional para recuperar os corpos dos mártires, chegou a 13.

 

"A detenção dos corpos - que constituem "assassinatos premeditados de cidadãos palestinos", e são "crimes de execução extrajudicial" - nas sepulturas de números e geladeiras da ocupação constitui" uma afronta à dignidade humana após sua morte, bem como uma punição coletiva e é contrária aos princípios do direito humanitário internacional e às normas internacionais pertinentes", ressaltou o Ministério.

 

O Ministério afirmou que a ocupação israelense utilizou a detenção como meio de chantagem contra as famílias dos mártires, que viviam em ansiedade, medo e expectativa pelo destino de seus filhos, com a esperança de encontrar estes últimos até mesmo para dizer adeus.

 

Fonte: https://daysofpalestine.ps/israeli-occupation-to-release-slain-palestinian-young-womans-body/

  • Gravatar - Post by
    postado por: Days of Palestine
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2024 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.