Sábado, 05 Dezembro 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Política Agressiva

O terceiro prisioneiro palestino mais antigo em Israel começa 36º ano atrás das grades

Muhammad Altus, 65, o terceiro prisioneiro palestino mais antigo em Israel, começou hoje seu 36º ano atrás das grades, de acordo com a Sociedade de Prisioneiros Palestinos (PPS).

Altus, da aldeia de Jabaa, no sul da Cisjordânia, foi preso em 1985 por resistir à ocupação israelense como parte dos combatentes do Fatah. Ele foi baleado e gravemente ferido quando foi preso e condenado à prisão perpétua.

Sua esposa morreu em 2015 depois de ficar em coma por um ano e ele tem três filhos que eram pequenos quando foi preso, mas hoje são casados e trouxeram nove netos, mas não podem visitá-lo na prisão porque são parentes de segundo grau.

De acordo com o PPS, Altus é um dos 26 palestinos que estão na prisão desde antes da assinatura dos acordos de paz de Oslo em 1993 entre a Organização para a Libertação da Palestina e Israel e que Israel se recusou a libertar em qualquer liberdade de prisioneiros ou acordo de troca.

Os dois primeiros presos da resistência palestina que cumprem há mais tempo em Israel são Karim Younis, 63, que está atrás das grades há 38 anos, e seu primo, Maher Younis, 61, também 38 anos atrás das grades, da cidade palestina Ara, dentro de Israel.

 

Fonte: Agência de notícias Wafa

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.