Segunda Feira, 22 Outubro 2018

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Povo Palestino

Palestinos fazem greve para protestar contra lei israelense de apartheid

Legislação cria Estado judeu, torna Jerusalém capital de Israel e hebraico a língua oficial

Por Lúcia Rodrigues
Ibraspal



Os palestinos que vivem na Cisjordânia ocupada e na Faixa de Gaza realizaram uma greve nesta segunda-feira, 1, para protestar contra a lei israelense que declara Israel um Estado judeu.



De acordo com a agência palestina de notícias Wafa, escolas, universidades, bancos, instituições governamentais cerraram as portas em protesto contra a legislação sionista.



Os serviços de transporte público também foram paralisados para repudiar a legislação aprovada em julho pelo parlamento israelense.



A Lei Básica funciona como uma espécie de constituição que orienta o sistema legal de Israel, o que a torna muito mais difícil de ser revogada que as demais leis.



A legislação também afirma que Jerusalém é capital de Israel e torna o hebraico a língua oficial nos territórios ocupados.



Antes de ser aprovada, a legislação já havia gerado críticas de grupos de direitos humanos, que identificavam o projeto como racista e uma agressão aos direitos dos palestinos.



Israel conta com o apoio integral dos Estados Unidos para essa política e transferiram em maio sua Embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.



Com informações Middle East Monitor



  • Gravatar - Post by
    postado por: Lúcia Rodrigues
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2018 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.