Sábado, 08 Agosto 2020

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Primeiro-ministro palestino manifesta esperança sobre eleições em Gaza

O primeiro-ministro da Autoridade Palestina (PA) Mohammed Shtayyeh, reafirmou ontem seu apoio às eleições propostas nos territórios palestinos ocupados (OTP), informou a agência Xinhua.

“Espero que todos nós trabalhemos pelo sucesso das eleições para restaurar o brilho democrático da instituição nacional palestina, legislativa e executiva”, disse Shtayyeh, durante um discurso em comemoração ao Dia Nacional da Mulher em Ramallah.

Ao mesmo tempo, o primeiro-ministro nomeado também usou as declarações para atacar o Hamas.

“Nossa perspectiva de reconciliação interna é baseada na legitimidade; uma lei, um sistema, um governo, uma arma e um segurança, mas infelizmente essa perspectiva não é aceita pelo movimento Hamas ”, afirmou Shtayyeh.

Enquanto isso, ontem, acrescentou a Xinhua, “uma delegação de alto escalão representando a comissão eleitoral palestina chegou à Faixa de Gaza” para conversas com autoridades do Hamas.

Hanna Nasser, presidente da Comissão Central de Eleições da Palestina, chefiou a delegação, que também incluía Hisham Kuhail, diretor executivo da comissão, e Ashraf Al-Shueibi, vice-diretor executivo. A visita deve durar alguns dias.

Conforme relatado pela Xinhua, Nasser e sua delegação foram encarregados pelo presidente Mahmoud Abbas de se dirigirem à Faixa de Gaza para conversas com o Hamas e outras facções.

“Queremos saber sua posição [das facções e grupos da sociedade civil] em realizar eleições legislativas que serão seguidas pela presidencial dentro de um curto período de tempo, esperando que a delegação tenha sucesso em sua missão”, disse Kuhail.

O porta-voz do Hamas, Abdul Latif Al-Qanoua, elogiou a visita da delegação, “acrescentando que a liderança do Hamas informará a delegação de sua posição estrita sobre a realização das eleições”.

“Antes de eleições, todos precisamos do status de consenso para garantir seu sucesso”, afirmou ele em comunicado à imprensa.

A Jihad Islâmica, enquanto isso, afirmou que as eleições “não resolverão a crise interna da Palestina”.

Nafez Azzam, líder da Jihad Islâmica com sede em Gaza, declarou: “Ter os rivais palestinos sentados juntos para restaurar a unidade e proteger os princípios nacionais palestinos é mais importante do que realizar as eleições”.

Abbas está tentando realizar eleições parlamentares primeiro, seguido – alguns meses depois – por eleições presidenciais.

O Hamas, por outro lado, está procurando eleições parlamentares e presidenciais, bem como eleições para o Conselho Nacional da Organização de Libertação da Palestina (OLP), a ser realizado ao mesmo tempo.

 

Fonte: Middle East Monitor

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2020 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.