Segunda Feira, 15 Agosto 2022

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Povo Palestino

Prisioneiro administrativo palestino continua greve de fome durante 99 dias em cárcere de ocupação israelense

O prisioneiro administrativo palestino Ra'ed Rayyan continua sua greve de fome por 99 dias consecutivos exigindo o fim de sua detenção sem acusação ou julgamento pela ocupação israelense.

O prisioneiro administrativo palestino Ra'ed Rayyan continua sua greve de fome por 99 dias consecutivos exigindo o fim de sua detenção sem acusação ou julgamento pela ocupação israelense.

 

Rayyan, que atualmente está detido no infame Hospital Prisão de Ramla, está sofrendo de uma grave perda de peso, falta de vitaminas e proteínas, tontura, vômitos frequentes e dores por todo o corpo, acrescentando que sua condição de saúde está piorando com o tempo.

 

A amplamente condenada política de detenção administrativa de Israel permite a detenção de palestinos sem acusação ou julgamento por intervalos renováveis, geralmente variam entre três e seis meses com base em evidências não reveladas de que até mesmo o advogado de um detido está impedido de entrar visualização.

 

Atualmente, Israel mantém mais de 500 palestinos em detenção administrativa, considerados ilegais pela lei internacional, a maioria deles ex-prisioneiros que passaram anos na prisão por sua resistência à ocupação israelense.

 

A Anistia Internacional descreveu a política de detenção administrativa de Israel como uma “prática cruel e injusta que ajuda a manter o sistema de apartheid de Israel contra os palestinos”.

 

Fonte: https://daysofpalestine.ps/palestinian-administrative-prisoner-continues-hunger-strike-for-99-days-in-israeli-occupation-jails/ 

  • Gravatar - Post by
    postado por: Days of Palestine
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2022 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.