Sábado, 23 Outubro 2021

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Documentos internacionais e decisões legais

Romênia promete mudar sua embaixada em Israel para Jerusalém

A primeira-ministra da Romênia, Viorica Dancila, anunciou em Washington que seu país transferirá a embaixada israelense de Tel Aviv para Jerusalém, cidade a que ela se referiu como a "capital" do Estado hebreu

Tenho o prazer de anunciar hoje à AIPAC (sigla de Relações Públicas Comitê Estados Unidos-Israel) que, depois de concluir a análise pelos sujeitos constitucionais que participam no processo de tomada de decisão no meu país, e por acordo por unanimidade, eu como primeira ministra da Romênia e o governo que comando transferiremos a embaixada da Romênia para Jerusalém, capital de Israel ", disse Dancila citada pelo serviço de imprensa do executivo romeno.

 

O povo romeno, disse ele, "ficou impressionado com a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de transferir a embaixada para Jerusalém".

 

Israel e os Estados Unidos são "aliados estratégicos especiais da Romênia", disse a primeira-ministra, anunciando uma próxima reunião conjunta dos executivos romenos e israelenses.

 

O governo da Romênia anunciou em abril do ano passado que estudaria a transferência da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.

 

Por sua vez, o presidente romeno, Klaus Iohannis, disse que não havia sido informado da possível transferência da missão diplomática e descreveu essa iniciativa como uma violação do direito internacional.

 

Um anúncio similar durante a mesma conferência AIPAC foi feito pelo presidente de Honduras, Juan Orlando Hernandez, que disse que seu país vai abrir um escritório comercial e de cooperação em Jerusalém como uma "extensão" da embaixada hondurenha em Israel.

 

No final de 2017, o presidente Donald Trump anunciou que os Estados Unidos reconhecem oficialmente Jerusalém como a capital de Israel e que decidiu transferir sua embaixada para lá.

 

Essa decisão provocou protestos dos palestinos e provocou severas críticas da comunidade internacional.

 

No entanto, alguns países, como Austrália, Guatemala, República Tcheca, Brasil ou Paraguai, seguiram o exemplo dos EUA e reconheceram Jerusalém como a capital israelense, embora o Paraguai posteriormente tenha revertido essa decisão.

 

Fonte: Sputnik World

Tradução: IBRASPAL

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2021 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.