Quarta Feira, 14 Abril 2021

Linguagem Selecionada: PORTUGUÊS BR

Inicio > Posts > Terrorismo Israelense

Vítimas do massacre à Mesquita Ibrahimi são reverenciadas em Hebron

Ataque terrorista que matou 29 palestinos e feriu 125, completou 27 anos nesta quinta feira, 25

Há 27 anos, no dia 25 de fevereiro de 1994, o colono israelense terrorista de origem estadunidense, Baruch Goldstein, abriu fogo contra palestinos que rezavam na mesquita em Hebron, matando 29 e ferindo 125.

 

Uma das testemunhas do massacre - e ele costumava rezar na última fila da mesquita - relata que ouviu atrás dele o som de colonos dizendo em hebraico o que significava , "Este é o fim deles.", quando os palestinos estavam prostrados, ouviram-se tiros de todas as direções, bem como o som de explosões.

 

A testemunha acrescentou que não conseguia levantar a cabeça, e viu a cabeça de uma pessoa que estava ao seu lado, e seu cérebro explodiu, e quando ele levantou a cabeça, viu os palestinos espancando uma pessoa que usava uniforme militar.

 

Outra testemunha contou que viu balas voando em três direções, então todos os palestinos caíram no chão e quatro jovens fugiram, mas os soldados da ocupação atiraram neles. Ele acrescentou que viu soldados impedindo que as ambulâncias entrassem no complexo.

 

O ataque serviu para Israel avançar sobre o território palestino. A Cidade Velha e arredores passaram para o controle militar das forças de repressão sionistas.

   

Após o fim do massacre, os soldados da ocupação que estavam presentes no campus fecharam as portas da mesquita para impedir a fuga dos fiéis, e também impediram que aqueles que vinham de fora do campus chegassem para ajudar os feridos.

 

Durante o funeral das vítimas do massacre, os soldados israelenses dispararam contra os enlutados, matando vários deles, o que aumentou o número de vítimas para 50 mortos e 150 feridos.

  • Gravatar - Post by
    postado por: IBRASPAL
  • postado em:
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Copyright © 2021 IBRASPAL - Instituto Brasil Palestina. All Rights Reserved.